[GRADUAÇÃO | MONOGRAFIA]
A PRODUÇÃO DE COCO SECO EM ALAGOAS NA CONTEMPORANEIDADE: ESTUDO DE CASO NOS SÍTIOS CAMURIPIM, DEDENZERO E BIRI NO LITORAL SUL DO ESTADO

JULIANO DE CARVALHO BURLE LOBO SANTOS

Resumo


A produção do coco seco no Brasil lida com diversos obstáculos, exemplo, o baixo preço do produto, que é de grande relevância e de alguma maneira, impõe dificuldades nos investimentos neste campo. Mesmo o cultivo do coqueiro sendo incitado e adentrado em diversas regiões do país, as maiores plantações e produções se agrupa na faixa litorânea, notadamente no Nordeste e parte da região Norte. Por suas condições de tropicalidade climática, as duas regiões apreendem mais ou menos 75% da produção de coco brasileiro. O estudo de pesquisa apresentado é de estilo informativo simula um valor em constituir e exibir informações a respeito da evolução da cultura do coco, corroborando e debatendo alguns empecilhos produtivos, igualmente, citando alguns desafios e oportunidades que se conformam na produção de coco, no Brasil. Especificará o Estado de Alagoas e se fará um estudo de caso nos sítios Camuripim, Dedenzero e Biri Biri, apresentando todo o esquema dessa produção.

Texto completo:

01-36 | PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.