[GRADUAÇÃO | MONOGRAFIA]
A RESPONSABILIDADE CIVIL DO MÉDICO NOS PROCEDIMENTOS DA ESTERILIZAÇÃO ELETIVA

MARIANA MASCARENHAS VERAS MORAIS

Resumo


Esse trabalho cuida por analisar de forma sistemática e objetiva a natureza jurídica da responsabilidade civil e consumerista do médico, nos casos de esterilização voluntária, analisando também qual seria a modalidade contratual dessa relação médico-paciente. A partir de qual situação o procedimento cirúrgico voluntário pode ensejar a responsabilidade do profissional e, como esse profissional de saúde pode resguardar-se da responsabilidade. A partir disso, busca delinear quais as medidas cabíveis que o profissional, no caso o médico, pode adotar, quando presente em cirurgias com pacientes acobertados pelo Estatuto da Pessoa Com Deficiência. Desta feita, aponta também as técnicas de esterilização e a possível probabilidade de reversão natural ou a responsabilidade do profissional por falha no procedimento cirúrgico. Apresenta, ainda, qual a responsabilização no âmbito civil dos profissionais por erro médico em cirurgias de esterilização, bem como as excludentes de sua responsabilidade.

Texto completo:

01-51 | PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.