[GRADUAÇÃO | MONOGRAFIA]
JINWAR: A GUERRA DAS GUERRILHEIRAS CURDAS EM TRÊS FRONTS: GÊNERO, ESTADO ISLÂMICO E A REVOLUÇÃO DE ROJAVA

MARIANA RIBEIRO DO NASCIMENTO

Resumo


Este estudo tem como intuito entender a luta da mulher (jin, em curdo) curda, por meio de sua atuação como guerrilheira em um dos grupos militares curdos ligados ao movimento de libertação curdo, o YPJ (Unidade de Defesa da Mulher). Para tal finalidade, este trabalho vai analisar as três variáveis que estão ocorrendo de forma simultânea em sua sociedade, em que as guerrilheiras curdas atuam como players para garantir que os direitos das mulheres sejam respeitados visando findar a opressão e exploração da mulher no âmbito estatal e familiar. Também lutam como agentes ativos da guerra contra os terroristas do Estado Islâmico, que estão cometendo atrocidades contra mulheres. Por fim, lutam pela consolidação do movimento de libertação curdo com a Revolução de Rojava, onde as guerrilheiras estão construindo um novo contrato social em sua localidade para assegurar que as mulheres sejam excluídas e oprimidas novamente. Portanto, este trabalho irá explicar os três fronts que as guerrilheiras curdas estão atuando, contra as discriminações de gênero, contra o Estado Islâmico e pela defesa da Revolução de Rojava.

Texto completo:

01-109 | PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.